Escolas particulares exigem que pais comprem tablets para filhos

04/02/2012 23:25

Alguns colégios particulares do país incluíram tablets nas suas listas de material escolar. Algumas instituição até vendem esses computadores portáteis com acesso à internet e tela sensível ao toque nas unidades. No colégio Sigma, de Brasília, o tablet é obrigatório: os pais dos 1.200 alunos do 1º ano do ensino médio tiveram de comprar os aparelhos, que podem chegar a R$ 2.000.

Além disso, desembolsaram mais R$ 1.200 em programas que substituem os livros didáticos -no Sigma, a mensalidade ultrapassa R$ 1.000.

Segundo o professor André Fratezzi, do colégio, o material digital é interativo, tem vídeos, músicas, animação. A idade da maioria dos estudantes fica entre 14 e 16 anos.

á o Colégio Cristão de Jundiaí, no interior paulista, vende tablets por R$ 1.000. Até agora, a escola diz que cerca de 40% dos pais compraram.

 

A escola MV1 Anderson, do Rio, dá a opção aos alunos que quiserem substituir as apostilas de papel pelo material virtual. "O tableté uma sugestão", diz o coordenador Miguel Bastos. "O material eletrônico tem um custo 30% menor para o aluno", afirma.

 

Na Dínamis, também carioca, há empréstimo dos aparelhos. "Os tablets são da escola, o aluno usa e devolve ao fim do dia", afirma o coordenador Raphael Barreto.

O colégio São Paulo, de Salvador, comprou iPads, da Apple, e subsidiou metade do valor para os alunos. O preço por pessoa ficou em R$ 825.

O colégio Antônio Vieira, também na capital baiana, vende os tablets com apostilas por R$ 1.067. E o material didático só funciona naquele tipo de aparelho. Por causa disso, a escola é alvo do Procon. O colégio diz que tenta solucionar o problema.

Órgãos de direito do consumidor não são consensuais sobre a legalidade de incluir os tablets no material escolar.

 

O Procon do Distrito Federal diz que não há problema, desde que os pais sejam avisados antes da matrícula.

 

O de São Paulo concorda e acrescenta que a escola só pode propor atividades em aula com o tablet se todos tiverem o material, para evitar "diferenciação pedagógica".

OBS: Agora nao pode mais usar celular na aula! Só tablet! haha

Voltar

Pesquisar no site

© Smart News 2013-2014. Todos os direitos reservados.

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!